Skip to content

Regulamento da Promoção “Laranja Mecânica 50 anos”

29/11/2012

Institucional da Promoção

1- Esta Promoção “Laranja Mecânica 50 anos” é promovida pela Editora Aleph (www.editoraaleph.com.br), com sede na Rua João Moura, 397 – Pinheiros – 05412-001 – São Paulo – SP – Brasil

2. A promoção é uma interatividade na qual os participantes deverão, por meio da página www.facebook.com/editoraaleph responder a pergunta que estará disponível na área de promoção, descrita nos itens 5 e 8 (abaixo).

Prazo da Promoção

3- Somente serão consideradas, para fins desta promoção, as respostas enviadas pelos participantes através do site www.facebook.com/editoraaleph, na caixa de comentários do post da promoção, no período entre às 11h00 do dia 29/11/2012 e às 18h00 do dia 17/12/2012. Só serão aceitas respostas presentes nesse local.

4- Não serão aceitas, em qualquer hipótese, as respostas dos participantes em outro horários e dias que não os descritos no item 3. As respostas em outros horários e dias serão automaticamente desconsideradas.

Da Participação, da Dinâmica da Promoção e da Premiação

5- Após ler este regulamento, os interessados em participar da promoção, no prazo previsto no item 3, por meio do site www.facebook.com/editoraaleph, deverão enviar uma sugestão de conteúdo (vídeo, ilustração, cartaz e outros) que tenha relação com o livro Laranja Mecânica, publicado pela editora, ou com o filme de mesmo nome. Apenas uma sugestão será considerada.

6- Serão contemplados com o prêmio definidos no item 8, o conteúdo mais criativo, que será escolhido pela equipe da editora Aleph – composta pelo editor-chefe, Adriano Fromer, a coordenadora-executiva da edição especial de 50 anos do Laranja Mecânica, Mariana Baccarin, e a coordenadora de marketing, Luciana Fracchetta, por seus exclusivos critérios.

7- Para fins da promoção, não serão aceitos conteúdo que.

7.1- Não atendam as especificações técnicas e/ou quaisquer outras disposições deste regulamento;

7.2- Na hipótese de verificação de fraude, tentativa de fraude ou abuso relativamente às respostas.

8- O conteúdo relacionado ao livro Laranja Mecânica, publicado pela Editora Aleph, ou ao filme de mesmo nome, mais criativo ganhará um exemplar do livro Laranja Mecânica edição especial de 50 anos autografado pelos ilustradores Angeli, Oscar Grillo e Dave McKean.

9- O participante ganhador da promoção será informados através do próprio Facebook, sendo que o participante deverá utilizar esse mesmo endereço eletrônico para enviar os dados de entrega do prêmio (nome e endereço completo).

10- O livro autografado será enviado, via Correios, para o endereço que for fornecido pelo vencedor, a partir do dia 15 de janeiro de 2013.

11- Não será permitido ao participante contemplado trocar seu prêmio por qualquer outro, mesmo de igual valor, nem por valor correspondente em dinheiro, ou ainda, comercializá-lo.

12- A Editora Aleph não se responsabiliza pela não entrega dos prêmios no caso em que: o participante informar de forma indevida os seus dados ou houver motivos de força-maior ou caso fortuito, diante da recusa de recebimento feita pelo próprio participante.

13- A responsabilidade da Editora Aleph se encerra no momento da entrega do prêmio.

Gerais

14- O ato da participação na Promoção implica conhecimento e concordância, por parte do participante ou de seu representante ou assistente legal, da íntegra das disposições contidas neste regulamento, não podendo o participante abster-se do seu conhecimento.

15- A Editora Aleph se reserva ao direito de alterar a forma e natureza do regulamento conforme julgar apropriado, divulgando eventual alteração aos participantes.

16- Não poderão participar da promoção os sócios e funcionários da Editora Aleph, e seus respectivos parentes colaterais ou em linha relata até segundo grau, incluindo-se os seus cônjuges.

17- Toda e qualquer situação não prevista neste regulamento, bem como eventuais casos omissos, serão decididos, exclusivamente, pela Editora Aleph.

Regulamento da Promoção “O Vingador do Futuro”

20/08/2012

Regulamento da Promoção “O Vingador do Futuro”

Institucional da Promoção

1- Esta Promoção “O Vingador do Futuro” é promovida pela Editora Aleph (www.editoraaleph.com.br), com sede na Rua João Moura, 397 – Pinheiros – 05412-001 – São Paulo – SP – Brasil

2. A promoção é uma interatividade na qual os participantes deverão, por meio da página www.facebook.com/editoraaleph responder a pergunta que estará disponível na área de promoção, descrita nos itens 5 e 8 (abaixo).

Prazo da Promoção

3- Somente serão consideradas, para fins desta promoção, as respostas enviadas pelos participantes através do site www.facebook.com/editoraaleph, na caixa de comentários do post da promoção, no período entre às 14h00 do dia 20/08/2012 e às 18h00 do dia 24/08/2012. Só serão aceitas respostas presentes nesse local.

4- Não serão aceitas, em qualquer hipótese, as respostas dos participantes em outro horários e dias que não os descritos no item 3. As respostas em outros horários e dias serão automaticamente desconsideradas.

Da Participação, da Dinâmica da Promoção e da Premiação

5- Após ler este regulamento, os interessados em participar da promoção, no prazo previsto no item 3, por meio do site www.facebook.com/editoraaleph, deverão responder a seguinte pergunta: Se você pudesse implantar uma memória no seu cérebro, qual seria?

6- Serão contemplados com os prêmios definidos no item 8, as cinco respostas mais criativas, escolhidas pela equipe de marketing da Editora Aleph, por seus exclusivos critérios.

7- Para fins da promoção, não serão aceitas respostas que.

     7.1- Contenham palavras e/ou expressões

          a)- de cunho erótico, pornográfico, obsceno, difamatório ou calunioso ou que façam apologia ao crime, uso de drogas, violência física ou moral;

          b)- que promovam ou incitem o preconceito (inclusive de origem, raça, sexo, cor, orientação sexual e idade) ou qualquer forma de descriminação, bem como ódio ou atividades ilegais;

          c)- que infrinjam quaisquer dispositivos legais ou direitos de quaisquer das empresas que façam parte da Editora Aleph, de qualquer participante e/ou qualquer terceiro, inclusive de direitos de propriedade intelectual, de sigilo, e de personalidade;

          d)- que reproduzam direitos de personalidade, obras intelectuais e/ou bens de propriedade intelectual de terceiros, sem devida autorização;

     7.2- Não atendam as especificações técnicas e/ou quaisquer outras disposições deste regulamento;

     7.3- Na hipótese de verificação de fraude, tentativa de fraude ou abuso relativamente às respostas.

8- As cinco respostas mais criativas para a pergunta: “Se você pudesse implantar uma memória no seu cérebro, qual seria?”ganharão um kit exclusivo do filme “O Vingador do Futuro, contendo: uma pen drive, uma camiseta, um exemplar do livro “Realidades Adaptadas”, de Philip. K Dick, e um par de ingressos para assistir ao filme “O Vingador do Futuro” (conforme as especificações de datas, horários e salas de cinema contidas no próprio ingresso). 

 

9- Os prêmios referidos no item 8 não incluem custos de transporte, alimentação ou qualquer outra despesa que seja necessária ao comparecimento do participante para assistir ao filme.

10- Os participantes ganhadores da promoção serão informados através do próprio Facebook, sendo que os participantes deverão utilizar esse mesmo endereço eletrônico para enviar os dados de entrega do prêmio (nome e endereço completo).

11- O kit, contendo os itens descritos no item 8, serão enviados, via Correios, para o endereço que for fornecido pelos vencedores.

12- Não será permitido ao participante contemplado trocar seu prêmio por qualquer outro, mesmo de igual valor, nem por valor correspondente em dinheiro, ou ainda, comercializá-lo.

13- A Editora Aleph não se responsabiliza pela não entrega dos prêmios no caso em que: o participante informar de forma indevida os seus dados ou houver motivos de força-maior ou caso fortuito, diante da recusa de recebimento feita pelo próprio participante.

14- A responsabilidade da Editora Aleph se encerra no momento da entrega do prêmio.

Gerais

15- O ato da participação na Promoção implica conhecimento e concordância, por parte do participante ou de seu representante ou assistente legal, da íntegra das disposições contidas neste regulamento, não podendo o participante abster-se do seu conhecimento.

16- A Editora Aleph se reserva ao direito de alterar a forma e natureza do regulamento conforme julgar apropriado, divulgando eventual alteração aos participantes.

17- Não poderão participar da promoção os sócios e funcionários da Editora Aleph, e seus respectivos parentes colaterais ou em linha relata até segundo grau, incluindo-se os seus cônjuges.

18- Toda e qualquer situação não prevista neste regulamento, bem como eventuais casos omissos, serão decididos, exclusivamente, pela Editora Aleph.

A ficção científica pode ser um excelente laboratório filosófico e social

27/06/2012

Por Raphael Fernandes e Marcos Fernando de Barros Silva

Muitos livros deste gênero literário se destacam pela capacidade de prever tendências e até mesmo de inspirar algumas evoluções tecnológicas. No entanto, as obras que se tornam verdadeiros clássicos são aquelas que vão muito além, utilizando de total liberdade para experimentar novas concepções psicológicas, filosóficas, sociais e metafísicas.

“O Fim da Infância” é um ótimo exemplo. Nele, Arthur C. Clarke constrói uma narrativa que não é focada em um grupo de personagens; pelo contrário, o autor acaba transformando toda a humanidade em sua personagem principal.  No livro, o planeta Terra é invadido por uma misteriosa raça de alienígenas que passa a guiar nossas ações, ainda que à distância, sem se revelar aos nossos olhos. Aquiescendo aos conselhos que nos são oferecidos, somos capazes de alcançar o que, sozinhos, dificilmente conseguiríamos: acabar com a fome, as guerras e os crimes. Os “invasores” disponibilizam e propiciam diversos avanços tecnológicos que ajudam a humanidade a acabar com trabalhos braçais e crises energéticas; em contrapartida, proíbem nossas tentativas de exploração espacial.

Num primeiro momento esta trama pode parecer simples, com um desenvolvimento demasiado lento. Entretanto a história prova estar repleta de incríveis reviravoltas, envolvendo o leitor em uma aura de mistério a cada capítulo. Quando você se acostuma com o universo que está se formando naquelas páginas, Clarke quebra totalmente suas expectativas com ideias ainda mais ousadas.

Os questionamentos filosóficos e sociais não passam desapercebidos. São lançadas com maestria pelo autor através das dúvidas e incertezas que a humanidade passa a enfrentar nesse mundo “utópico”. A evolução de nossa raça segue por caminhos fantásticos, esbarrando em questões existencialistas que abririam muitas vias as quais muitos filósofos gostariam discutir.

Com um final surpreendente, estarrecedor e simplesmente genial, nos vemos lendo e relendo as últimas páginas para ter certeza de que não perdemos nenhum detalhe do desfecho de um plano traçado com esmero não por uma raça de alienígenas de um planeta longínquo. Por um humano, um inglês chamado Arthur C. Clarke.

Morre Ray Bradbury, o autor de Fahrenheit 451 e As Crônicas Marcianas

06/06/2012

Ray Bradbury, autor de clássicos da ficção científica como “As Crônicas Marcianas”, “Fahrenheit 451” e outras obras importantes, morreu esta manhã em Londres, aos 91 anos. O site io9 confirmou a informação com a família do escritor e com seu biógrafo, Sam Weller.

Por gostar de grandes desafios, Bradbury escreveu bastante e em diversos formatos. Sua produção literária inclui 11 romances, 54 contos, 21 peças de teatro, 12 livros infantis e mais de 25 roteiros para filmes e seriados.

Sua obra influenciou gerações de escritores, cientistas e pensadores com seus  enredos e personagens fantásticos. Aventuras em Marte, bombeiros queimadores de livros, autômatos, homens-foguete, múmias e outras criações extraordinárias fazem parte de seu legado.

De todas as pessoas que tiveram o privilégio de conviver com Bradbury, quem fez um dos mais belos comentários sobre sua vida e obra foi seu neto, Danny Karapetian. Em um relato ao io9, ele afirmou:

“Se eu tivesse que fazer qualquer declaração, diria o quanto eu o amo e sinto falta dele, e estou ansioso para ouvir as lembranças de todos sobre ele. Ele influenciou muitos artistas, escritores, professores e cientistas, e é sempre muito emocionante e reconfortante ouvir suas histórias deles. As histórias dele.O legado de meu avô vive em sua obra monumental de livros, roteiros para cinema, televisão e teatro; mas, o mais importante, vive nas mentes e nos corações de quem o lê, porque ler seu trabalho é conhecê-lo. Ele foi o maior garoto que eu conheci.”

A Editora Aleph deve muito ao legado deixado por Ray Bradbury,  uma eterna inspiração à literatura fantástica e de ficção científica.


Nove coisas surpreendentes sobre Edgar Rice Burroughs

11/05/2012

Publicado originalmente em BuzzFeed

Esse nome deve soar vagamente familiar para o leitor desatento, mas suas influências estão por toda parte. Edgar Rice Burroughs foi um escritor prolífico do começo do século 20, que ficou mais conhecido por ser o criador do personagem Tarzan. No entanto, isso está para mudar! Uma de suas mais famosas criações, o herói épico John Carter, ganhou vida nas telonas em março de 2012. Para acabar com essa injustiça, fizemos uma lista das 9 coisas sobre a vida de Burroughs que todo mundo deveria saber.

1- A saga de John Carter é considerada uma das mais influentes séries de ficção científica de todos os tempos.

Burroughs começou a trabalhar no primeiro livro da série, Uma Princesa de Marte, em 1911, aos 35 anos. Muito tempo depois, sua influência continua tão grande que não pode ser desassociada de filmes como Avatar e a saga Star Wars.

“Em Avatar, eu pensava em fazer algo usando a essência de Edgar Rice Burroughs, algo como John Carter de Marte.

– James Cameron para o The New Yorker, 2009.

2- Ray Bradbury chamava Burroughs de “o mais influente escritor do nosso século, sem exceções.”

Bradbury – autor de dezenas de livros, incluindo o clássico Fahrenheit 451 – costumava enfatizar a influência de Burroughs. “Oferecendo romance e aventura a toda uma geração de garotos, Burroughs estimulou-os a sair por aí e a querer se tornar pessoas especiais”, afirmou o autor. “Eu tenho conversado com bioquímicos, astrônomos e tecnólogos de várias áreas que, quando tinham 10 anos de idade, eram apaixonados por John Carter e Tarzan. Foi por isso que eles decidiram fazer algo romântico. Burroughs mandou a gente pra Lua.”

3- O personagem do ator Noah Wyle em “Plantão Médico” se chamava John Carter.

Criador da série “Plantão Médico” (“ER”, no original), Michael Crichton lia as histórias de John Carter quando era garoto. Elas tiveram profunda influência em seu trabalho, tanto que Crichton deu o nome de John Carter a um dos principais personagens do seriado – interpretado pelo ator Noah Wyle –, fazendo assim uma homenagem aos livros que ele amava.

4- A Cratera Burroughs em Marte

Uma larga cratera marciana (104 quilômetros de diâmetro), localizada na latitude 72.5S / longitude 243,1W, foi nomeada Burroughs após a morte do autor. Você conhece alguém que dá nome a uma cratera em Marte graças à influência de suas histórias? Acho que não, né?!

5- Tarzana, na Califórnia, é o nome de um rancho que pertenceu a Burroughs. Ele foi assim batizado por causa de sua mais famosa criação: Tarzan.

Por volta de 1919, Burroughs comprou um rancho no interior de Los Angeles e nomeou-o Tarzana, em razão do sucesso de  seu personagem mais famoso. Com o tempo, uma comunidade começou a crescer em volta da propriedade e, posteriormente, seus habitantes elegeram o nome de Tarzana para designar cidade.

6- Os livros de Burroughs inspiraram Arthur C. Clarke a começar a escrever.

Clarke é um dos maiores nomes da literatura de ficção científica – seu trabalho mais conhecido é 2001: Uma Odisseia no Espaço. Ele amava a série de John Carter quando era criança, e revelou que foram esses livros que o inspiraram a escrever histórias sobre aventuras espaciais.

7- Burroughs foi o primeiro escritor a se transformar em uma empresa, e depois de 1931 publicou todos os seus livros por conta própria.

A Edgar Rice Burroughs, Inc. foi fundada em 1923. Essa iniciativa foi considerada uma inovação no mercado. Embora Burroughs não tenha sido o primeiro autor a se autogerenciar, foi o primeiro a fazer isso com sucesso. A companhia continua em atividade até hoje em Tarzana.

8- Burroughs é descendente de Edmund Rice, um parente distante de Laura Ingalls Wilder e do presidente Calvin Coolidge.

Edmund Rice foi um dos primeiros imigrantes a se estabelecer na Colônia da Baia de Massachusetts. Apesar de ter uma vida pessoal modesta – foi cofundador da cidade de Sudbury e diácono na Igreja Puritana –, ele teve 10 filhos, de alguns dos quais descenderam os  fundadores dos Estados Unidos.

9- Após testemunhar os bombardeios de Pearl Harbor, Burroughs tornou-se correspondente de guerra em 1942.

Depois de grandiosa carreira como escritor, Burroughs ficou tão comovido com o bombardeio de Pearl Harbor que, mesmo aos 66 anos de idade, pediu permissão para atuar como correspondente de guerra, arriscando a vida para relatar tudo o que acontecia no segundo conflito mundial. Nessa época, ele escreveu uma carta para seu neto dizendo: “Se sua geração for mais inteligente que as passadas, provavelmente não haverá mais guerras”.

Acabamos de lançar “Os Deuses de Marte”, o segundo livro da saga do herói épico John Carter que dá continuidade as aventuras iniciadas em “Uma Princesa de Marte”.

Sarau Fantástico

19/03/2012

Com o intuito de abrir espaço para a discussão da literatura fantástica brasileira,  Silvio Alexandre, organizador do Fantasticon, criou o Sarau Fantástico.

Neste primeiro encontro, o tema será o Steampunk  – em uma breve descrição: subgênero da FC que mescla seus elementos mais clássicos à estética vitoriana e engenhos a vapor.

Durante o sarau acontecerá o  lançamento do livro A Máquina Diferencial (The Difference Engine), clássico do gênero escrito por William Gibson e Bruce Sterling, e lançado no Brasil pela Aleph, com a presença da historiadora e escritora Ana Cristina Rodrigues, da Biblioteca Nacional, que irá falar sobre os costumes, tecnologia e cultura do século XIX, com destaque para a Era Vitoriana, e do professor Carlos Alberto Machado, do Conselho Steampunk – Loja Paraná, que irá explicar o que é o movimento steampunk e seu crescimento no Brasil.

Além disso, o público terá a oportunidade de apresentar leituras de seus autores preferidos ou de sua própria autoria.

Presentão para os fãs de literatura fantástica.

Salve na agenda:

Sarau Fantástico

21 de abril (sábado)
17h30
Biblioteca Pública Viriato Corrêa  
Rua Sena Madureira, 298 – Vila Mariana
São Paulo – SP

A Máquina Diferencial, clássico steampunk, está chegando

19/01/2012

Se você gosta de steampunk, com certeza já ouviu falar do clássico A Máquina Diferencial (The Difference Engine) escrito por dois grandes autores da ficção científica moderna – William Gibson e Bruce Sterling. O livro poderá ser encontrado nas livrarias na primeira semana de fevereiro. No site da Aleph, estará disponível no dia 31 deste mês.

A história – Graças ao gênio de Charles Babbage e à sua máquina diferencial — capaz de realizar avançados cálculos matemáticos com um simples girar de engrenagens —, a Inglaterra vitoriana consolida-se como potência mundial. Entretanto, uma sinistra conspiração ameaça as bases do governo, colocando em risco todas as conquistas do Partido Radical.

Às voltas com misteriosos cartões perfurados, envolvem-se na intriga a filha de um notório agitador ludita, um proeminente paleontólogo, a filha de Lorde Byron, então Primeiro-ministro, além de um jornalista misterioso. Unidos por elos invisíveis, estes e outros personagens lutarão por seus planos, suas carreiras e por suas próprias vidas contra inimigos ocultos e perigos assustadoramente reais.

A edição que será publicada pela Aleph conta com extenso material de apoio à leitura: um guia de personagens e glossário de termos específicos, arcaicos ou simplesmente inventados pelos autores, desenvolvidos especialmente para o público brasileiro, além de um posfácio escrito pelos autores vinte anos após a publicação original, oferecendo uma releitura interessante da obra.

*Se você não faz nem ideia do que seja steampunk, respira fundo e clica aqui.

Enquanto o livro não chega, que tal ler um trecho?